• (11) 99576-8004
  • contato@lucianevecchioconsultora.com.br

Dica - Luciane Vecchio

E quando o príncipe (empresa dos sonhos) vira sapo? Ou: aceitei uma proposta de emprego mas, não cumpriram o combinado!

E quando o príncipe (empresa dos sonhos) vira sapo? Ou: aceitei uma proposta de emprego mas, não cumpriram o combinado!

Hoje deixo um alerta "mais direto" sobre um assunto que tenho abordado, incansavelmente, em artigos, outras dicas, textos. 


Não é de hoje, mas de uns 2 anos para cá isso tem acontecido muito mais, em maior escala.


Muitos clientes, infelizmente, têm chegado a mim insatisfeitos pois, em pouco tempo de empresa, estão verificando ações, condutas e outras coisas bastantes erradas (sim, bastantes vai para o plural nesta situação, apesar de pouco usado).


Falta de pagamento, salários atrasados, benefícios mentirosos, imagem péssima no mercado e muitas outras coisas.


Bom, 100% dos clientes assumem que não pesquisaram a empresa antes de aceitar,  que "se empolgaram" e simplesmente aceitaram. Não cito apenas cargos mais operacionais, mas até gerentes, especialistas, consultores. Podemos, portanto, entender que beijaram o príncipe que virou sapo!


Será que não tinha mesmo como saber disso antes? 


Há casos e casos e não é justificativa, de forma alguma, porém, muitas corporações estão passando por um péssimo momento com esta crise e acabam "descontando" em serviços mal feitos, equipamentos não entregues, acordos não cumpridos, contratos não terminados, benefícios atrasados.


Sempre sugiro - e acaba sendo mais do que uma dica, na verdade - pesquise a empresa antes de aceitar qualquer oferta. Entendo que com o desemprego, as contas chegando, as dívidas acumulando, muitos não buscam informações suficientes, isso quando buscam.  Mas, pense comigo, algumas empresas têm até atrasado salários, colaboradores estão "pagando para trabalhar". Quais contas serão honradas nesta situação? Eu te respondo, nenhum boleto será pago, se a sua única fonte de renda for o salário.


Outro cliente comentou que descobriu que a empresa, apesar de grande, conhecida, famosa, está muito mal vista no mercado devido ao não cumprimento de acordos. Ele mesmo assumiu que, se tivesse perguntado apenas para 2 ou 3 contatos, o que nem daria muito trabalho, as pessoas falariam sobre isso para ele, que poderia ter tido mais cautela. Como profissional, ele percebe que está "se queimando".


Mais um cliente conta que pediu demissão após 6 anos numa empresa, como Analista, para ser Supervisor em outra. Esta última, em menos de 3 meses, o demitiu. As promessas ouvidas na contratação nem de perto eram verdadeiras e a empresa estava tão mal que demitiu uma série de pessoas recém contratadas "sem estratégia ou planejamento" e, estamos falando de uma Multinacional, a maior do ramo.


Atualmente, são tantas as formas de pesquisar e descobrir sobre uma empresa. Sites, contatos, pessoas.


Quando dou estas dicas, não estou sendo pessimista ou querendo colocar "areia no seu shorts", mas abrindo os seus olhos para que seja mais cauteloso com a sua carreira. Ter cuidado e atenção nestas horas é muito importante, afinal estamos falando do seu futuro, do desenho de sua trajetória, das oportunidades perdidas e da frustração.


A maior parte das pessoas não têm este hábito, não zelam por suas carreiras, não buscam informações, não se desenvolvem enquanto podem.


Para seu príncipe não virar sapo e seu conto de fadas não ir para o brejo, por favor, fique atento!



#LucianeVecchioConsultora
Se for copiar, dê crédito à autora (eu!)



Para mais dicas, artigos e informações, acesse> https://www.lucianevecchioconsultora.com.br/blog