Quais são e quais serão as profissões do futuro?

Pergunta enviada por um cliente:

Quais são as profissões do futuro?

Resposta:

Quem diria, há 10 anos, que existiria gente ganhando dinheiro falando sobre maquiagem, games e filmes na internet?

Costumo dizer que quem está nascendo hoje trabalhará com algo que ainda nem foi criado.

Mas, algumas áreas já têm despontado como possibilidades de carreira para o futuro e muitas delas já têm até cursos de graduação para formar profissionais.

Pois é, foi-se o tempo em que escolher entre Engenharia e Medicina era a coisa mais comum que veríamos entre os jovens!

Aqui estão apenas algumas nova carreiras, pois, a todo instante surgem novas demandas de negócio.

O que a maior parte delas têm em comum é atender às exigências de um público que busca inovação, resolução de problemas, saúde mental e física!

___________________

Cuidador de idosos: em uma sociedade em que as pessoas vivem cada vez mais, esta profissão é importantíssima, pois, nada supera o contato humano! Além da necessidade de conhecer noções básicas de saúde, enfermagem e primeiros socorros, é necessário que o profissional tenha paciência, saiba lidar com um público exigente e, muitas vezes, dependente e desenvolva habilidades comportamentais como relacionamento interpessoal, comunicação, escuta e empatia. É uma carreira que exige disciplina, atenção e responsabilidade. Há diversos cursos específicos que podem ser realizados para ser tornar um cuidador, basta buscar por instituições sérias e que ofereçam formação de qualidade.

Desenvolvedor de games: o que era apenas diversão passou a ser atividade remunerada. O universo de games é um dos que mais cresce no Brasil e esta é uma área que mescla tecnologia, entretenimento e criatividade. Para exercer esta atividade, não basta apenas amar e ser jogador assíduos dos games, mas estudar novas tecnologias, gostar de programação e de criar soluções para empresas, tendo em vista que a ideia pode ser expandida para o universo educacional, em ações de treinamento e desenvolvimento de pessoas, por exemplo. Desenvolver games não é apenas diversão, é um trabalho que exige horas de dedicação, tentativa e erro, lidar com a frustração e aprimorar a comunicação, pois, o profissional terá que entender tendências de mercado e preferências do consumidor. Já há formações especializadas nessa área, bem como diversos cursos de média duração que capacitam os interessados em se formar nesse setor.

Psicólogo: por mais incrível que pareça, esta profissão “antiga” se torna cada vez mais necessária, tendo em vista que estamos em uma geração com mais síndromes surgindo e pessoas cada vez mais doentes emocionalmente, mas também outras com foco em autodesenvolvimento, em se conhecerem melhor, lidarem com as emoções, demandas profissionais e estresse da vida corrida. São, portanto, dois opostos, indivíduos precisando de atendimento psicológico para lidarem com doenças psíquicas e sujeitos desejando aprender a lidar com seus sentimentos, compreendendo seus valores, quem são, o que desejam e seu posicionamento no mundo, prevenindo-se e se conhecendo mais profundamente, visando qualidade de vida e melhora nas relações. Esta profissão será necessária em qualquer meio social e não é apenas modismo passageiro. Para se desenvolver nesta carreira, além de muito estudo e 5 anos de formação em curso superior, é necessário também passar por um processo terapêutico, objetivando conhecer a si mesmo para lidar com os pacientes e clientes de maneira integral e assertiva. Conhecer a si mesmo, portanto, é prerrogativa para quem quer ser um bom Psicólogo!

Especialista na Experiência do Cliente: esse profissional não terá apenas a função de SAC ou Ouvidoria, mas precisará estudar profundamente o comportamento do consumidor, fornecendo atendimento e assessoria personalizados, garantindo comunicação transparente e eficaz com os clientes. Em um mercado cada vez mais amplo e competitivo, agradar o consumidor passar a ser tão importante quanto ter um bom produto ou fornecer um bom serviço. A ideia não é só conhecer preferências, mas, fidelizar o cliente, fazendo com que esse propague positivamente a marca. São várias as habilidades interpessoais e técnicas que podem ser desenvolvidas pelos interessados em ingressar nessa área e, sem dúvida, dominar as principais ferramentas de comunicação com o público são essenciais. Hoje em dia já há até formação como Master em Experiência do Consumidor!

Desenvolvedor de Aplicativos: pare para pensar! Quase todo o acesso que fazemos via celular ocorre por meio de algum aplicativo, dos mais aos menos complexos! Não falta segmento de atuação para profissionais que gostam dessa área! Para exercer esta atividade, é importante dominar técnicas, a lógica e a linguagem de programação, conhecer do mercado em geral para saber fornecer soluções aplicáveis e se dedicar bastante.

Profissionais da Beleza, Estética, Bem-Estar e Saúde Física: cada dia mais em alta, cuidar da saúde é mais do que uma necessidade ou recomendação médica, é querer viver bem e aproveitar mais a vida; profissionais que se dediquem a cuidar do bem-estar dos outros serão cada vez mais convocados a trazer inovação. Para se dar bem nesta área é preciso estar antenado com o mercado, as necessidades e gostos do público. Não são mais apenas blogueiros que falam do tema, todo dia tem alguém trazendo novidade e, mesmo com a crise vivida nos últimos anos, este é um setor que só cresce. Porém, não basta apenas ser simpatizante da beleza, é necessário se especializar, conhecer profundamente das novas tecnologias, fazer cursos, frequentar feiras e conversar com quem está há mais tempo no ramo. Quem consome estética, beleza e saúde exige ser atendido por quem sabe do que está falando!

Cientistas de Dados: são especialistas analíticos na resolução de problemas complexos. Esses profissionais também “caçam” problemas, compreendendo o que ainda precisa ser ainda resolvido e não foi pensado! As empresas têm um alto índice de dados e informações não estruturadas que precisam ser tratadas, organizadas e pensadas, visando a geração de negócios, diminuição de custos, descoberta de possibilidades e geração de inteligência. Esse profissional cria algoritmos para extrair insights destes dados e, para se desenvolver nesta área é importante conhecer: raciocínio lógico, programação, estatística, banco de dados, ter habilidade com números, conhecer Big Data, Linguagens de Programação, Apresentação de Dados (como Power Bi e QlikView) e Negócios (conhecer o segmento para o qual a empresa atua).

Profissional de Marketing Digital: cada vez mais as pessoas usam seu tempo nas redes sociais, sites e meios eletrônicos. É natural que as pessoas que trabalham nesta área tenham mais campo de atuação, pois, a demanda só cresce e cada vez mais os mercados precisarão conhecer do tema. As empresas buscam novas formas de comunicação com os consumidores, profissionais independentes desejam alcançar seu público de maneira mais eficaz e até mesmo os idosos já entraram na onda da internet, sendo usuários vorazes de algumas marcas. Sendo assim, as estratégias do marketing, mídias sociais e SEO são essenciais para a sobrevivências das empresas. Para ser um bom profissional desta área é preciso estudar bastante, se especializar e oferecer serviço de qualidade; saber sobre economia, finanças, negócios, comunicação e publicidade é essencial para fazer seu nome no mercado e ser bem referenciado.

Gerente de Projetos: com as novas demandas do mercado e suas mudanças rápidas, cada vez mais as empresas precisam criar, aprimorar e fazer funcionar seus processos internos, visando atendimento eficiente aos clientes e stakeholders. O profissional desta área precisa trabalhar com prazos curtos, velocidade, demandas simultâneas e gestão de custos. Habilidades como negociação, comunicação, administração de conflitos, liderança, foco em resultados e análise de riscos são essenciais aos candidatos a esta posição. Esta é uma área que também exige uma série de certificações e conhecimentos avançados na área, conquistados por meio de muito estudo, cursos de graduação, MBA e especializações.

Especialista em Segurança Digital: com cada vez mais dados sendo armazenados na modalidade eletrônica/digital e a necessidade do atendimento à ética e ao compliance, cada vez mais as empresas precisarão garantir a proteção dos seus dados e dos seus usuários. A proteção contra fraudes, hackers e aquisições inapropriadas é uma das mais importantes funções deste especialista, além de auditorias, desenvolvimento, monitoramento e controle de sistemas informatizados, elaboração de políticas de segurança e de planos estratégicos que protejam estas informações. Esta carreira exige bastante conhecimento em informática nos seus diversos subsistemas, graduação e prática. Além disso, habilidade de raciocínio lógico e crítico, conhecimento dos negócios da empresa, legislações como LGPD e GDPR, são essenciais.

 

Claro que existem algumas outras e novas possibilidades surgem a cada dia. Sendo assim, sem dúvida, logo voltaremos a esse assunto!

_____________________

Luciane Vecchio
Psicóloga Clínica, Master Coach, Consultora de Carreira, Especialista em RH, Orientadora Vocacional, Colunista de Carreira & Comportamento
CRP: 06/74914

Luciane Vecchio

Autor: Luciane Vecchio

Psicóloga Clínica, Master Coach, Consultora de Carreira, Especialista em RH, Orientadora Vocacional, Colunista de Carreira & Comportamento. CRP: 06/74914

[email protected]