Palavras sobre feedback

Palavras sobre feedback

Palavras sobre feedback

  • Lembre de nunca se tornar um “gerente não presente” – esteja perto, mesmo que geograficamente distante, dos seus subordinados
  • Mantenha contato constante com sua equipe – foque em assuntos relevantes para o desempenho deles, não apenas amenidades
  • Você não precisa ser “amado o tempo todo”, mas precisa inspirar e demonstrar que a sua equipe pode confiar em você
  • Cobre responsabilidade da pessoas
  • Ajude os bons a melhorarem ainda mais – contrate subordinados competentes e que têm desejo pelo aprendizado
  • Verifique até onde deve ir com os funcionários menos envolvidos
  • Todo colaborador, até o mais introspectivo, está ansioso por saber como está se saindo
  • Pratique feedback o ano todo
  • Feedback serve para influenciar (habilidades e hábitos) – é conversa que gera impacto
  • É intencional e você dá a devida importância a ele, o prioriza
  • Não se utiliza apenas de um momento no ano para praticá-lo
  • Reconhece as motivações de cada um – creia, são diferentes de um funcionário para o outro
  • Feedback é muito claro, é educado, estudado, planejado
  • Refere-se sempre a comportamentos (mensuráveis) nunca à personalidade
  • Você nunca perde uma oportunidade de praticar feedback
  • Você reserva espaço para cada colaborador, você o ouve, não apenas fala
  • Deixa claro que o outro importa
  • Compartilha informações de qualidade
  • Aborda de maneira construtiva o que precisa ser melhorado
  • Ouça queixas, proporcione injeções de ânimo
  • Discuta soluções, seja claro, detalhista
  • Prometa o que pode ser cumprido
  • Não trate a todos da mesma forma – isso não é justiça, é perder a oportunidade de reconhecer cada um, com suas particularidades
  • Sonde o ambiente
  • Dê autonomia, mas mostre-se presente e participativo
  • Intervenha, esclareça, corrija
  • Celebre, encoraje, reconheça, elogie, celebre
  • Pratique o “estar à vontade” quando fornece feedbacks – é treino
  • Não apenas aponte erros, mas se comprometa a buscar a mudança junto de seus colaboradores
  • Treine para que seu feedback não se pareça com aquela velha professora da infância “dando bronca”
  • Não cometa o famoso “mas” >> “Você foi muito bem naquela negociação, mas...” – separe elogios de críticas. Substitua o “mas”, pelo “e”
  • Seja firme, mas educado – seja firme e educado!
  • Não há necessidade de utilizar-se da velha técnica “falo tudo que é ‘ruim’ no começo, para assoprar depois”. Feedback não é uma conversa à toa, mas também não é uma peça ensaiada.
  • Seja construtivo, posicione sobre o que funciona e sobre o que precisa ser mudado (e os porquês década um)
  • Pratique o chamado “feedback de reforço” – reforce um comportamento para que se torne um hábito. Reconheça progressos
  • Não considere que um prêmio polpudo é um agradecimento suficiente
  • Agradeça
  • Incentive
  • Tenha conversas difíceis, sem medo. Pratique de forma correta o “feedback negativo” – informe o que precisa ser melhorado e coloque-se à disposição para auxiliar no processo de mudança
  • Não seja bonzinho demais, mas também não vá para o lado oposto “parecer excessivamente negativo”
  • O centro do feedback é o colaborador, não você. Não há nenhuma vantagem em dizer: “por que eu, nos meus tempos de ..., fazia de tal forma...”
  • Encontros rotineiros podem ser excelentes momentos para feedback, não necessariamente com cara de “informalidade”, mas sim de “aproveito cada momento que posso”
  • Planeje e roteirize os seus feddbacks – as competências e itens do PDC podem ajudá-lo bastante. Não vá a uma sessão de feedback sem um bom planejamento. Afinal, cada colaborador é diferente do outro.

Muitas vezes, um feedback que você pensa ser perfeito, não faz efeito na cabeça determinada pessoa. Portanto, personalize!

_____________________

Luciane Vecchio
Psicóloga Clínica, Master Coach, Consultora de Carreira, Especialista em RH, Orientadora Vocacional, Colunista de Carreira & Comportamento
CRP: 06/74914

Luciane Vecchio

Luciane Vecchio

Psicóloga, Master Coach, Especialista em RH, Consultora de Carreira, Orientadora Vocacional, Colunista de Carreira, Psicologia & Comportamento para sites e rádios.

[email protected]
https://www.linktr.ee/lucianevecchio