É possível "vender meu peixe" no home office?

E-mail enviado por um leitor:

“Uma coisa que tenho sentido falta e dificuldade nesse home-office, é vender o meu peixe, sem que isso pareça artificial, puxa-saquismo ou mesmo arrogância... Já que no ambiente presencial as circunstâncias fluem mais naturalmente... e você consegue inserir ou jogar suas ideias e propostas no dia a dia do trabalho de modo natural. Como lidar com o imediatismo do contato online, onde você ou “surpreende o seu chefe" com uma ideia ou tem um ambiente relacional rápido e frio onde não há um ‘aquecimento prévio’?     

Resposta:

Mudando o mindset

Sabe, há bastante tempo eu também tinha uma ideia de que o ambiente on-line era muito frio. Claro que, para algumas situações, ele pode não funcionar como o presencial, quando há olho no olho. Porém, com o passar do tempo, fui percebendo que mudando a minha forma de ver a situação, eu mudaria também o cenário.

E foi o que aconteceu! Passei a conseguir criar técnicas para quebrar o gelo e estabelecer rapport com o meu interlocutor. Tanto que, atualmente, às vezes até esqueço que estou on-line com uma pessoa.

Provavelmente, você é da minha faixa etária e como não fomos criados com tanta tecnologia temos uma dificuldade na adaptação. Se falarmos com um adolescente de 13 anos, ele terá uma visão um pouco diferente dessa situação.

Minha sobrinha, por exemplo, ama as aulas on-line, diz que se concentra muito mais e aprende mais também! Veja só!

Coloque isso como um desafio

Isso nos diz que podemos adaptar nossa mente para lidar com o desafio.

Veja essa situação como mais uma habilidade que você poderá desenvolver e comece a treiná-la! A cada contato virtual, vá mais além, visualizando o momento como se você já estivesse frente àquela pessoa.

Antes de falar com ela, imagine a conversa, pense no que deseja dizer e mentalize o que você gostaria de falta e quais sensações pretende despertar.

No começo você vai se sentir meio estranho, como que “falando sozinho”, mas, com o tempo, isso se tornará uma estratégia de venda da sua imagem, ideias e projetos.

Essa técnica fará com que desenvolva mais segurança ao se expressar e “vender seu peixe”, como diz.

Pense que estabelecer um clima menos frio só depende de você, pois, apesar de estar on-line, continuam sendo 2 pessoas, olhando uma à outra, dialogando, trocando e estabelecendo uma relação. O que mudou foi a forma, não os envolvidos, que permanecem sendo humanos, com suas alegrias, dores, dúvidas e necessidades.

Na verdade, é uma questão de adaptação, pois, o contato já era feito de maneira on-line há muito tempo, tendo apenas se intensificado por causa da pandemia. Antes, já nos comunicávamos pelo WhatsApp, por exemplo, muito mais do que pelo telefone.

Mostre preocupação genuína

Coloque-se como alguém que está oferecendo ajuda e não apenas como quem está querendo vender seu peixe, converse para escutar, não para responder, estabelecendo uma parceria forte.

A verdade as relações vão sendo construídas aos poucos, de apoio mútuo, ajuda e troca. Não é algo que desenvolvemos de maneira forçada.

Certamente ficaremos marcados na memória do outro se nos colocarmos primeiro como alguém disposto a contribuir e depois a solicitar alfo. Atos de ajuda geram gratidão espontânea!

Encare a situação de modo natural

Ao se colocar frente ao interlocutor, você já está imbuído de crenças sobre a situação, o que pode paralisar a sua ação e naturalidade.

Pense como se estivesse verdadeiramente frente àquela pessoa, no contato presencial e aja da mesma forma, sem pensar na frieza da tecnologia.

Estabeleça as suas ideias da mesma maneira que faria se não estivesse em um ambiente virtual. Ou seja, a primeira barreira tem que ser quebrada dentro da sua mente!

Pratica e depois me conta! Sucesso!

 

_______________

Luciane Vecchio
Psicóloga Clínica | Consultora | Mentora | Colunista | Especialista em Desenvolvimento Humano, RH, Empreendedorismo, Carreira e Liderança | Atendimento a Executivos | Revisão de CV e Perfil Campeão LinkedIn
CRP: 06/74914

Luciane Vecchio

Autor: Luciane Vecchio

Psicóloga Clínica, Master Coach, Consultora de Carreira, Especialista em RH, Orientadora Vocacional, Colunista de Carreira & Comportamento. CRP: 06/74914

[email protected]