Talento ou Esforço? Quem vence o jogo?

E-mail enviado por uma leitora:

“Não me considero uma pessoa talentosa, mas sou bastante esforçada. Isso me suscita algumas dúvidas que para mim são muito importantes de serem esclarecidas: o que faz você ascender na carreira: esforço ou talento? Enfim, qual a real relação entre talento e esforço? É mais importante se esforçar para melhorar em alguma área do que já ter o talento nato? Por favor, me ajude. Obrigada.”  

Resposta:

Entenda se é possível vencer apenas com talento ou se o esforço é essencial para sermos melhores em todas as áreas das nossas vidas!

Claro que eu te ajudo! Com prazer! Tô aqui pra isso!

Primeira coisa que pensei, foi: “será que ela não é mesmo talentosa?” Isso pode ser apenas uma crença ou comportamento adquirido devido às situações vivenciadas, frases ouvidas e certezas absolutas?

Como determinados dons são naturais em nós – outros sim, podem ser adquiridos, muitas vezes não percebemos que somos bons naquilo, até que falem e a gente se surpreenda, pensando: “nossa, mas isso é tão normal para mim”.

Enfim, independentemente disso, sua pergunta é clara quando diz que é esforçada e deseja entender essa relação entre esforço e talento. Mas, eu não poderia deixar de “provocá-la” quanto a essa questão e lhe fazer pensar um pouco nessas premissas que construiu sobre si mesma.

Disciplina ou Talento?

Como Psicóloga, Consultora de Desenvolvimento Humano, lidando com empreendedores, profissionais, pacientes, enfim, ao longo de mais de 18 anos, posso garantir: talento sem esforço, disciplina e perseverança é talento perdido!

Na autobiografia de Usain Bolt - único atleta a conquistar 8 medalhas de ouro em provas de velocidade, tricampeão consecutivo em 2 modalidades de pista em Jogos Olímpicos e bicampeão - também de maneira consecutiva - na modalidade revezamento 4 x 100 metros, ele reconhece que: “nasceu com um dom para o esporte, mas lembra que a conquista das medalhas se deve, principalmente à disciplina, ao esforço e ao foco para atingir os resultados.”

Se ele, o Usain, está dizendo, quem somos nós para desacreditar, não é mesmo?

Acredite, o que você vê como desvantagem pode ser uma grande vantagem! Afinal, sem a tal disciplina e o “amigo esforço”, será impossível colocar seus talentos em ação.

Chegar no topo e permanecer nele

Talento pode te levar mais facilmente ao lugar que você deseja, mas, o caminho pelo qual você fará isso exigirá um esforço maior do que o seu talento, sozinho, consegue conquistar.

Ou seja, permanecer no local de destaque, com assertividade e consistência vai exigir que você supere a si mesma todo dia e isso só é possível com perseverança e frequência nas ações, usando suas habilidades (sim, você as tem) para melhorar continuamente.

Vale lembrar que isso também tem a ver com a carreira, com o cargo que você ocupa, a posição, afinal, conquistar bons resultados não pode ser feito apenas uma vez, mas, várias, consecutivamente, para ser reconhecido como bom ou até mesmo como referência em sua área.

Atuei em RH por muitos anos, atendendo empresas de diferentes portes e segmentos e, posso confirmar uma coisa que eu vi em diversas pessoas, de níveis hierárquicos e posições completamente diferentes: algumas chegam ao topo por sorte ou até mesmo porque possuem um bom marketing pessoal, mas, a maioria, chega por esforço, mérito próprio e por terem construído seu caminho, sem se preocupar com os percalços, com as críticas e desafios.

Todos os que conheci que chegaram aonde queriam, só o fizeram por que perseveraram no dia mau! Mas, principalmente, por que acreditaram em si mesmas quando até mesmo seus familiares não acreditavam mais.

Talento sem esforço te torna preguiçoso?

As pessoas que se acham talentosas apenas correm o grande risco de fracassarem, pois, estão atuando com uma visão limitada sobre si mesmas, sobre o mundo e até mesmo a concorrência. Às vezes podem até mesmo ser preguiçosas, achando que só “talento vence jogo”.

Talvez eu seja polêmica agora – e me perdoem os fanáticos por futebol, não levem tão a sério –mas, Cristiano Ronaldo pode não ser tão talentoso quanto o Messi, mas, a sua disciplina, esforço e foco o igualam ao primeiro, justamente por que onde faltou o quesito “ser uma estrela nata”, sobrou em “vou perseverar” na trajetória do Cristiano.

Falando ainda de futebol, quantas vezes vemos um time de estrelas fracassar, enquanto o outro, com menos celebridades, ganha por que se esforçou, lutou junto, teve planejamento e estratégia?

Não posso esquecer de te dizer que é o treino diário que faz com que uma pessoa melhore consecutivamente em qualquer coisa que deseje fazer.

A resiliência fará com que se repita um movimento por 8 horas em um dia até conquistar a medalha no salto em distância, por exemplo, modalidade do atletismo em que o corpo é muito exigido. Somente a repetição vai trazer perfeição...

A verdade é que estamos vendo, atualmente, a geração mais preguiçosa que já existiu, pois, a ansiedade pela absorção das informações, porém, com o mínimo esforço, faz com que etapas sejam eliminadas do percurso, o que com bastante certeza fará com que o sucesso possa até ser atingido, mas, a permanência no topo, raramente seja conquistada.

O que dizer de uma geração que precisa ouvir áudios acelerados para não perder tempo? Esses mesmos podem até ser talentosos, mas, poderão não saber como ser consistentes no uso da perseverança diária frente aos momentos delicados da vida.

Talento nato pode até existir, mas, ele será em vão se usado sozinho... se não houver estudo, aprimoramento diário, força de vontade e muita, mas, muita disciplina.

Sucesso! E mais confiança em si mesma, ok?

 

_______________

Luciane Vecchio
Psicóloga Clínica | Consultora | Mentora | Colunista | Especialista em Desenvolvimento Humano, RH, Empreendedorismo, Carreira e Liderança | Atendimento a Executivos | Revisão de CV e Perfil Campeão LinkedIn
CRP: 06/74914

Luciane Vecchio

Autor: Luciane Vecchio

Psicóloga Clínica, Master Coach, Consultora de Carreira, Especialista em RH, Orientadora Vocacional, Colunista de Carreira & Comportamento. CRP: 06/74914

[email protected]