Como sobreviver em um ambiente tóxico no trabalho?

Pergunta: Trabalho em uma empresa de marketing digital. Considero o ambiente tóxico, tanto por do meu chefe como dos meus colegas. Cada um se acha mais “gênio da raça” que o outro. Como lidar e sobreviver em um ambiente assim?        

Resposta:

Situação desafiadora

Que chato, não é mesmo? Nós nem imaginamos como isso faz mal para a mente e, inclusive para o corpo.

A primeira coisa que me ocorreu quando li seu relato, foi: mas por qual motivo você se vê obrigado a permanecer neste ambiente? Você tem olhado o mercado, as oportunidades e, principalmente, o que você precisa para se desenvolver e alcançar outras vagas?

Acredite, você não precisa permanecer em um local que não combina com os seus valores.

Quais são os motivos que o fazem ficar nesta empresa?

Eles têm valido mais do que o seu bem-estar, paz e produtividade?

Será que você não entrou em uma zona de conforto e não está conseguindo enxergar as oportunidades fora deste local? O que te impede de acreditar que merece um ambiente mais saudável?

Faça uma lista de empresas nas quais você gostaria de trabalhar, atualize seu currículo e redes sociais profissionais, mostrando-se para o mercado de maneira assertiva, fazendo com que você possa ser convidado para entrevistas, saindo dessa situação desgastante.

Sobre isso, te convido a ler meu texto referente aos comportamentos mais buscados pelos Recrutadores: https://www.lucianevecchioconsultora.com.br/carreira-empregabilidade/os-comportamentos-mais-buscados-pelos-recrutadores-em-relacao-aos-candidatos-entrevistados/104

Mantenha a sua integridade e estabeleça alianças estratégicas

De toda maneira, para sobreviver em um ambiente tóxico, o mais importante é manter a sua integridade, não se colocando em grupos de fofoca – aliás, falei sobre isso anteriormente,  no portal: https://www.vyaestelar.com.br/post/12290/como-lidar-com-fofocas-no-ambiente-de-trabalho

Você deve usar o seu tempo para estabelecer alianças estratégicas com pessoas que pensam como você, que desejam estar em um ambiente menos tóxico e mais produtivo. Certamente outros colegas se incomodam com isso e você pode se unir a eles para criar um espaço mais saudável.

Converse com as áreas de Recursos Humanos, Comunicação Institucional, Educação Corporativa e sugira a promoção de ações de relacionamento, que visem a sua melhora. Pequenas ações vão contribuir para a conscientização das pessoas e, pouco a pouco, outros começarão a mudar sua forma de agir, trocando comportamentos por outros mais saudáveis.

Turn over, absenteísmo, doenças e o atendimento precário ao cliente

Infelizmente, alguns ambientes promovem este tipo de ação, a fofoca, e se sustentam desta maneira. Alguns profissionais, incomodados, logo percebem que aquele ambiente faz mal e partem em busca de um local mais seguro e receptivo. Desta maneira, o turn over de empresas com climas tóxicos costuma ser bastante alto.

Doenças começam a aparecer e as faltas são frequentes. Síndromes como a ansiedade, depressão e burnout são comuns em meios onde o assédio moral impera! Te convido a ler este artigo que fiz sobre o tema da Síndrome de Burnout e compartilhar com seus colegas: https://www.lucianevecchioconsultora.com.br/carreira-empregabilidade/sindrome-de-burnout/139

Além disso, lugares não saudáveis em que há comunicação agressiva, costumam transferir isso para o atendimento ao cliente, deixando-os inseguros, temerosos e o pior, sendo mal atendidos!

Ambientes assim promovem o silêncio como forma de sobrevivência, ou seja, novas ideias não são estimuladas e os erros passam a ser punidos e não servem como ótimas lições e aprendizados. Os colaboradores ficam acuados e as panelinhas se intensificam!

Foque no que vai bem e agarre as suas responsabilidades

Quais são os aspectos positivos da sua empresa? Faça uma lista e comece a incentivar em você mesmo o olhar focado nestas situações. O que você pode aprender diariamente? O que tem sido bom, o que mudou para melhor? Esta é uma boa maneira de não se contaminar e estimular pensamentos mais positivos, não entrando na energia da maldade alheia.

No seu dia a dia, intensifique as suas atividades, mantenha-se ocupado com coisas produtivas, trocas, conheça pessoas de outras empresas, participe de fóruns, faça networking e estabeleça novos contatos. Invista no seu trabalho e no aumento de performance, dando mais espaço ao que te faz bem do que à contaminação por parte dos “gênios da raça”, como voce os chama!

Sucesso e depois me conta!

_____________________

Luciane Vecchio
Psicóloga Clínica, Master Coach, Especialista em RH, Carreira, Liderança, Executive & Life Coaching, Colunista de Carreira & Comportamento
CRP: 06/74914

Luciane Vecchio

Autor: Luciane Vecchio

Psicóloga Clínica, Master Coach, Consultora de Carreira, Especialista em RH, Orientadora Vocacional, Colunista de Carreira & Comportamento. CRP: 06/74914

[email protected]