Falar em público? Eu paraliso!

E-mail enviado por um leitor:  

"Sou sommeliere mas sou muito tímida. Porém, fui convidada para fazer uma live com dicas sobre como degustar e apreciar vinhos de forma saudável. Esta live será feita junto com uma outra sommeliere, que é minha sócia. Que dicas a senhora me daria para ser bem-sucedida nessa live. Além de querer superar o bloqueio dessa minha timidez, gostaria de poder encantar as pessoas. Obrigada"  

Resposta:

Seja autêntica, seja você!

Lendo sua pergunta, logo me meio à mente o quanto, atualmente, todos procuramos autenticidade, verdade. Desejamos ver pessoas reais, que sejam como nós, que reflitam o nosso reflexo em seus espelhos. Isso por que não dá mais para vivermos em um mundo de superficialidade, montados e treinados para agirmos como querem que façamos, como se nossa imagem tivesse sido construída, o tal “fake”.

Sendo assim, que tal você usar justamente o que julga como uma dificuldade para atingir o seu público e encantar as pessoas? Nem todos são soltos, espontâneos, muitos são tímidos e vão se identificar!

Mude a sua perspectiva dessa situação e, ao invés de enxergar a timidez como um problema, veja como uma carta na manga!

Tenho certeza de que o encantamento que deseja passar não virá por meio de técnicas mirabolantes, mas da sua verdade, de se apresentar como é, envolvendo quem te assistir.

Você sabe o que tem que fazer

Veja, você estará acompanhada de alguém em quem confia, sua sócia, certo? Ela conhece bem o seu jeito de ser e vocês podem combinar algo para quando não se sentir tão confiante, como uma palavra-chave para que ela assuma o comando.

Porém, acredito que você conseguirá se soltar e, com o tempo, até gostará desse contato gostoso com o público, esquecendo a timidez e se recordando do seu talento para falar sobre o mundo dos vinhos. E, de certa maneira, estará “escondida por detrás das câmeras”, ou seja, ficará um pouco mais confortável para falar quando estiver frente à uma plateia, por exemplo (e nesse momento, você revira os olhos e pensa: “tá louca, Luciane, eu frente à uma plateia?” Sim! É isso mesmo! Eu acredito nisso e em você!).

Além disso, esse assunto dos vinhos é uma delícia (literalmente!), as pessoas gostam de saber e estão esperando por informação de qualidade. Como você tem bastante conhecimento, isso lhe trará segurança e confiança, pois, é algo que domina e, certamente, o tema fluirá!

Ser honesta com sua audiência como estratégia

Faço um paralelo com os treinos de entrevista de emprego que realizo com meus clientes tímidos em que, para quebrar o gelo e se acalmarem, oriento que sejam honestos e abertos com os Recrutadores, avisando, logo no começo da entrevista, que eles têm essa característica, a timidez.

Ou seja, quem entrevista terá uma visão mais realista do profissional, podendo até mesmo se orientar a partir dessa informação. O processo ficará mais leve, inclusive para os candidatos, que terão, logo de cara, quebrado essa barreira.

Muitos clientes e pacientes contam que usar essa estratégia os acalmou e fez com que as entrevistas fossem mais proveitosas, melhor do que as anteriores, quando eles não avisavam, afinal, logo de cara enfrentavam seu mais profundo medo.

Então, por que não expor isso para a audiência e dar espaço à sua mente criativa? Certamente as pessoas serão mais empáticas e, tanto elas quanto você, poderão focar no que realmente importa: o maravilhoso mundo dos vinhos. Dessa maneira, a timidez será secundária.

Procure ajuda

Mas, claro que se sua timidez atrapalha sobremaneira a vida e o desempenho, te incomodando muito, está na hora de buscar ajuda! Tenho alguns pacientes tímidos que chegaram ao consultório e que agora já estão bem mais satisfeitos, após algum tempo em terapia, aprendendo a lidar com os desafios e a personalidade.

Portanto, não negligencie e não se envergonhe se precisar buscar ajuda, será uma decisão acertada e inteligente!

Nesse artigo comento mais sobre o tema, acredito que possa ser uma leitura proveitosa: sou tímida e isso tem me prejudicado!

Aplica e depois me conta, ok? Ficarei esperando!

_______________

Luciane Vecchio
Psicóloga Clínica, Master Coach, Especialista em RH, Carreira, Liderança, Executive & Life Coaching, Colunista de Carreira & Comportamento
CRP: 06/74914

Luciane Vecchio

Autor: Luciane Vecchio

Psicóloga Clínica, Master Coach, Consultora de Carreira, Especialista em RH, Orientadora Vocacional, Colunista de Carreira & Comportamento. CRP: 06/74914

[email protected]